Desafios da gestão hoteleira que você ainda não conseguiu superar

Manter uma boa gestão hoteleira não é fácil e estar ligado nas novidades é fundamental. Veja 4 desafios que ainda não foram superados no setor!

A gestão de um empreendimento hoteleiro é um trabalho bastante multifacetado. Um gestor experiente sabe que não é possível ser apenas um bom administrador de empresas e ter facilidade com números.

Além disso, é necessário ter bastante conhecimento em outras áreas como gastronomia, governança, gestão de pessoas, de processos e muito mais. Administrar um hotel é um desafio e tanto, além de todas as demandas do dia a dia, é necessário sempre prestar atenção na qualidade do serviço e na tão comentada experiência do cliente.

Durante essa rotina agitada, é comum que o gestor encontre gargalos que o impeça de alcançar a excelência. Quase todos as empresas possuem algum tipo de obstáculo que desafia os gestores a buscar soluções que agradem ao mercado e tragam bons resultados.

Abaixo listamos 4 dos desafios da gestão hoteleira que muitos empreendimentos ainda não conseguiram superar, mas que precisam ser analisados com muita atenção para não prejudicar os negócios e reduzir a sua competitividade. Confira!

 

4 desafios de gestão hoteleira que ainda não foram superados

1. Gestão de pessoas e formação de equipes

Como gestor de um hotel, hostel ou pousada, você já deve ter percebido como é complexo realizar a montagem das equipes. Cada área pede um perfil de colaborador diferente, porém, em todos os setores o segredo para criar a sinergia e entrosamento necessário é a interação.

É necessário interagir, conhecer cada pessoa que compõe as equipes para entender suas dificuldades, virtudes e estilos de trabalho. Um bom RH em hotel é aquele que sabe que as demandas das camareiras são totalmente diferentes dos profissionais de recepção, funcionários da cozinha, etc.

Para montar boas equipes e reter os melhores funcionários só existe um caminho: muita mão na massa e um bocado de disposição para criar um bom ambiente interno onde todos sintam-se motivados e em sintonia com os desafios e necessidades da rotina.

 

2. Uso da tecnologia

A tecnologia é um ponto fundamental para uma boa gestão hoteleira. Muitos hóspedes se frustram ao perceber que o hotel em que estão alocados não acompanha a evolução da tecnologia. Possui rede Wi-Fi é um bom exemplo.

O que antes era um luxo, um artigo vendido separadamente (e muitas vezes por um preço bem salgado) se transformou em uma obrigação dos hotéis, principalmente se a categoria do hotel é de luxo ou focada em receber pessoas a trabalho.

Mas não é só de Wi-Fi que vive a tecnologia nos hotéis. Além do fornecimento de internet, existem outros pontos em que a tecnologia é fundamental, e podemos listar fatores internos, por exemplo:

  • Gestão estratégica (que se beneficia muito com sistemas como PMS e CRMs);
  • Gestão de reservas;
  • Análise de reputação;
  • Vendas online.

Tudo isso ganha força com o uso de boas soluções digitais, que contribuem com o trabalho simplificando processos e agilizando tarefas.

3. Gestão otimizada das reservas

Por falar em reservas, sabemos que elas representam um desafio sensível à rotina de um hotel. Qualquer problema envolvendo reservas costuma gerar dor de cabeça para a equipe ou para o cliente.

Antes da chegada da transformação digital aos hotéis, era comum encontrar erros simples causados pela gestão analógica e pouco organizada das reservas. Porém, hoje em dia, lidar com toda a demanda em um único software já é algo bastante comum, além de ser uma decisão inteligente adotada em praticamente todos os líderes de mercado.

A gestão digital das reservas é feita utilizando programas capazes de concentrar todos os pedidos em uma ferramenta organizadora e que analisa toda a disponibilidade antes de fazer a confirmação, atitude que reduz as chances de overbooking e erros de registro.

 

4. Comunicação efetiva com o cliente

Outro desafio na gestão hoteleira é a comunicação  com clientes. Muitos hotéis ainda não encontraram a forma ideal de se comunicar e interagir com seu público alvo.

Alguns escorregam no discurso, outros na falta de canais adequados para comunicação e outros sofrem com os exageros cometidos por equipes de marketing e comunicação que ainda não entenderam muito bem a nova dinâmica entre negócio e seus clientes.

A comunicação dos hotéis precisa ser atrativa, apresentar novidades, conteúdos e, claro, promoções que atraiam os hóspedes para seus quartos. Montar bons produtos de comunicação é algo complexo, mas fundamental.

Desde pesquisas de satisfação até newsletters semanais disparadas por e-mail, tudo precisa de um meticuloso crivo de qualidade para que seja possível impactar os clientes e, de fato, fazer dos seus conteúdos algo capaz de atrair e reter seus clientes.

 

Esses quatro pontos representam alguns dos desafios mais sensíveis da rotina hoteleira. É claro que cada hotel possui suas particularidades e por isso é difícil definir quais são exatamente os desafios de cada um.

Porém, ainda existem muitos empreendimentos que precisam ligar o sinal de alerta e repensar suas formas de trabalhar esses quatro aspectos tão fundamentais para os bons resultados.