Gestão inteligente em hotéis exige análise diária, entenda

Realizar uma gestão inteligente de hotéis e não ter o controle sobre ela pode trazer problemas. Saiba o porquê através de 3 razões!

As empresas de vanguarda estão sempre em busca de soluções para potencializar seus resultados. A gestão estratégica é algo necessário não apenas com fins de organização do trabalho, mas também para que seja possível aos gestores deter o controle de todos os processos e da rotina das equipes.

É através de uma gestão inteligente e de visão que surgem oportunidades de crescimento e a reflexão sobre as melhorias necessárias. Em um empreendimento hoteleiro a realidade não deve ser diferente.

Com tantos colaboradores envolvidos e dado o grande número de atividades diárias a serem realizadas, fica clara a necessidade de uma gestão consistente e capaz de ter ampla visão sobre os fluxos de trabalho e as atividades que ocorrem dentro da empresa.

Algumas organizações podem optar por realizar um controle mais brando, uma vez que suas atividades são menos dinâmicas. Porém, um hotel demanda comando e análise diariamente. Esse comportamento ocorre pela necessidade de correção rápida e também para balizar pontos importantes, como ocupação, valores das diárias e controle das reservas.

Diante dessa necessidade, veja abaixo 3 razões pelas quais a análise diária do trabalho e produtividade é algo tão necessário numa gestão inteligente de hotelaria!

 

3 motivos para você analisar diariamente sua gestão inteligente de hotéis

 

1 – Controle das atividades internas

O uso de um sistema inteligente, como um PMS, é fortemente recomendado no universo da hotelaria dada a sua capacidade de concentrar as atividades internas em um único ambiente virtual.

O software permite aos gestores uma análise e varredura completa das atividades de diversas equipes, desde os executivos de venda que trabalham externamente até a rotatividade do restaurante e, claro, a entrada e saída de hóspedes.

Esse controle é fundamental para que os gestores possam dinamizar como as equipes irão atuar, fazendo as correções necessárias para otimizar o tempo e aprimorar a qualidade do serviço.

Em alguns casos, essa análise permite tomar decisões importantes, como reduzir o número de funcionários de uma equipe que não demanda tanto trabalho, ou então ponderar a contratação de pessoal extra para um final de semana de muito movimento.

 

2 – Análise da movimentação e os impactos nas tarifas flutuantes

Hotéis de ponta trabalham fortemente o revenue management, que é a gestão da receita. Isso é feito com base em muita análise estratégica, que leva em conta principalmente a taxa de ocupação e as projeções de vendas de diárias e de obtenção de receita.

Muitas vezes o hotel perde oportunidades de ganhar mais dinheiro ao não se atentar (ou não possuir ferramentas para analisar) sua ocupação e o valor das diárias. Ao trabalhar com tarifas flutuantes, fica clara a ideia de operar de acordo com a oferta e demanda, e isso não se faz sem ter plena noção de como está a ocupação do hotel.

É aí que entra a necessidade do monitoramento diário.

Ao acompanhar a movimentação de check-in e check-out todos os dias, a equipe de gerência ganha embasamento para decidir pela alteração nos valores das tarifas, tanto no balcão quanto em OTAs ou no próprio site. Essa flutuação permite que o hotel potencialize a sua receita, porém, caso não seja feita a análise diária, há grandes chances de se criar confusões envolvendo a venda das diárias.

 

3 – Melhoria na qualidade dos serviços e experiência do cliente

Outro motivo de analisar diariamente uma gestão inteligente de hotéis é a qualidade de serviços entregue aos hóspedes.

O controle das atividades internas e a capacidade de analisar plenamente as operações garante à equipe de gestores a possibilidade de otimizar certos serviços de acordo com a demanda criada pelos hóspedes. Isso serve como uma forma inteligente de manobrar o staff e garantir excelência para os clientes.

E quem trabalha com hotelaria sabe que excelência se traduz em fidelização, comentários positivos na internet e a criação de um vínculo com o hóspede, algo que amplia as chances de reter o consumidor e torná-lo um agente propagador da sua marca.

Mediante uma atividade dinâmica e movimentada como é a hotelaria, fica clara a necessidade de realizar uma gestão inteligente de alta competência, principalmente se levarmos em consideração o tamanho do mercado hoteleiro e a quantidade de concorrentes fortes.

 

Se atualizar e criar uma experiência transformadora é algo que todo gestor da hotelaria deve procurar.

Portanto, não deixe de considerar a adoção de soluções tecnológicas, como um PMS de qualidade e com funcionalidades que supram a necessidade da sua gestão, para potencializar os resultados obtidos no seu hotel.

Esse conteúdo foi relevante para você? Não deixe de ler mais artigos sobre gestão inteligente de hotéis no blog da Check-In!